Skip links

Usando Processing para Programar!

Aprenda os conceitos de programação em um contexto visual! Esse é um dos propósitos dos criadores de Processing; Casey Reas e Ben Fry.

O que é Processing?

Segundo a página oficial do processing, “Processing é um
software flexível de ‘caderno de esboço’ (sketchbook) e uma linguagem de programação para aprender a programar dentro do contexto das artes visuais.”

Processing foi pensado especialmente para não-programadores, incluindo cientistas, designers, artistas, ou mesmo estudantes e apaixonados por tecnologia. Uma vez que os códigos escritos são focados em um retorno visual, torna mais fácil o entendimento, mesmo para quem não conhece programação e está aprendendo sua primeira linguagem de programação (neste post, comento mais sobre a escolha da primeira linguagem).

Fui apresentado à linguagem durante o ano de 2013, em um minicurso sobre arte generativa. Após isso, descobri que diversos softwares (protótipos) e técnicas na área em que estava cursando o mestrado eram desenvolvidos em Processing. A maioria deles, por cientistas que nem eram da computação.

Outro ponto importante é que a linguagem e IDE foram precursores de outros projetos, como o Arduino. Para quem já fez algum projeto em Arduino, irá reconhecer a IDE facilmente. Além disso, é uma plataforma OpenSource, com integração com OpenGL, projetos para Javascript e Android.

Características

Cada ‘projeto’ é feito em um sketchbook, onde cada esboço criado é uma subclasse do Java PApplet (Há também a possibilidade de programar usando Python).

IDE básica do Processing

Hello World!

Como de praxe, o primeiro programa a ser criado é o Hello World. Para isso, basta digitar

println("Olá Mundo!");

e será impresso Olá Mundo! no console do Processing.

Programação Visual

No entanto, a parte mais importante é o retorno visual. Para isso, temos dois métodos principais: setup e draw. Enquanto que no setup definimos todas as configurações básicas (o método é executado apenas uma vez na inicialização), no método draw é desenhada a tela, e componentes na tela, em forma de loop.

Desenhar Olá Mundo na tela

Da mesma forma, para desenhar uma linha, precisamos apenas definir o tamanho da janela, e usar o método line passando as coordenadas x1, y1 e x2, y2.

Desenhando uma linha simples em diagonal.

Considerações Finais

Caso tenha interesse, existem diversos exemplos e tutoriais disponíveis, bem como livros ensinando desde o básico da linguagem.

No próximo post, irei comentar sobre o uso de Processing para Arte Generativa, e como artistas podem se beneficiar dessa linguagem.

Leave a comment

Name*

Website

Comment